O que é a Análise de Discurso aplicada à Comunicação Interna?
Artigo

O que é a Análise de Discurso aplicada à Comunicação Interna?

A Análise do Discurso (AD) aplicada à Comunicação Interna (CI) é um instrumento inovador para o mapeamento de determinados elementos presentes nos discursos que circulam nas empresas. Nosso objetivo é, por meio dos estudos discursivos desenvolvidos pelo analista do discurso francês Dominique Maingueneau, acionar algumas das ideias-força que caracterizam esse instrumento, a fim de mobilizar os sentidos produzidos nas mensagens corporativas.

Geralmente, quando pensamos em discurso corporativo, consideramos apenas os elementos que compõem o circuito da comunicação (o código, o emissor, o receptor, o referente, a mensagem). A análise que fazemos é a análise do conteúdo, a qual (de)codifica o texto, som, imagem, etc. O sentido que decorre dessa análise é dado. Já na Análise do Discurso, ao contrário, o sentido é produzido. Para a AD, mais do que um código, a linguagem é considerada uma prática social, na qual interagem enunciadores (empresa) e coenunciadores (empregados), num processo interativo de coconstrução permanente, que tem como suporte as representações que ambos fazem de si mesmos e dos outros, do modo como querem ver e serem vistos e do contexto sócio-histórico no qual se encontram.

São esses fatores que contribuem para a relação da empresa com seus empregados. Não se coloca um foco único no código (língua), mas no espaço compartilhado pelos participantes do discurso. 

 

 

“Quando a gente tem clareza sobre qual relação estabelecer entre empresa e empregado (considerando a cultura organizacional), fica mais fácil produzir um discurso que se conecta à realidade dos nossos públicos. O desafio está em entender e direcionar essa relação. A AD pode nos revelar importantes pontos para isso.”

Vitor Morais, Diretor de Criação e Conteúdo na Supera e responsável pela condução dos projetos de Análise de Discurso.

 

“Entendo que a aplicação de uma abordagem discursiva à comunicação empresarial é sempre bem-vinda e certamente contribuirá, de forma inequívoca, para o bom desenvolvimento da relação da empresa com seus públicos-alvo. Trata-se da produção de um “olhar” e “escuta” únicos, que redirecionam os modos de pensar o discurso empresarial e compreender melhor suas especificidades.”

Silma Mendes, Doutora em Análise do Discurso e Consultora empresarial. Coordena o curso de AD na PUC-SP, além de pesquisas voltadas para a relação linguagem e trabalho.