Público recorde conhece as transformações digitais da São Martinho

A 12ª Semana de Tecnologia Agroindustrial, realizada nos dias 25 e 26 de setembro na Usina São Martinho, bateu recorde de público. Mais de 400 colaboradores se inscreveram para participar do evento, que ainda contou com a presença de parceiros e convidados. Todos assistiram atentos e com grande interesse às 17 apresentações promovidas na Semana. Com o tema “São Martinho 4.0 – Transformação Digital”, escolhido a partir de sugestão de colaboradores, o evento mostrou a evolução dos projetos digitais desenvolvidos pela Companhia e também discutiu sobre como as novas oportunidades tecnológicas podem impactar o negócio da empresa.

Fabio Venturelli, presidente da São Martinho, abriu a Semana de Tecnologia Agroindustrial com uma mensagem de otimismo e crença no potencial inovador do setor sucroenergético e do agronegócio brasileiro. “Somos uma das empresas mais inovadoras do agronegócio porque não colocamos limites para nossa capacidade de pensar e inovar. Vejo um futuro brilhante para o nosso negócio. A São Martinho produz o barril de carbono renovável mais competitivo do mundo. E é com inovação que vamos seguir na liderança do setor e contribuir para o agronegócio continuar levando o Brasil para o caminho do desenvolvimento”, ressaltou Venturelli. Falando ao vivo do escritório corporativo da Companhia em São Paulo, o presidente da São Martinho ainda destacou a participação recorde do público. “É um prazer enorme ver esse evento acontecer a partir da iniciativa e empenho dos colaboradores”, afirmou.

A Semana de Tecnologia Agroindustrial contou com o auditório da Prainha lotado nos dois dias de evento e com as salas de transmissão por vídeo conferência, localizadas em cada unidade, também recebendo ótimo público. O assessor de Tecnologia da São Martinho, Walter Maccheroni Junior, responsável pela coordenação do evento, ressalta que a presença dos colaboradores e o envolvimento de todas as áreas da Companhia, a cada ano mais significativas, valorizam o encontro. “Estamos muito felizes com a evolução da Semana. Cada edição vem contribuindo para intensificar a cultura da inovação na empresa. Trouxemos inovações de cada unidade, não só nas áreas agroindustriais, mas também nas de meio ambiente, jurídica e contabilidade”, diz Maccheroni.

 

Transformação Digital

Mostrando na prática que a inovação é toda ideia nova que dá resultado, seja financeiro ou voltado para a melhoria do ambiente de trabalho, independentemente de ser simples ou complexa, revolutiva ou evolutiva, os colaboradores da São Martinho apresentaram palestras sobre como a transformação digital está impactando a gestão de informações e a tomada de decisões em diferentes áreas. São projetos de digitalização de processos e práticas, desenvolvimento interno de aplicativos, utilização de inteligência artificial, entre outras inovações que colocam a São Martinho na dianteira da revolução 4.0, que vem transformando o agronegócio brasileiro.

A Semana ainda contou com palestras de profissionais de empresas parceiras e de universidades, que falaram sobre novas oportunidades tecnológicas que devem impactar o negócio da São Martinho. Essas palestras abordaram temas como o futuro do etanol de milho e do carro elétrico, assim como desafios digitais do agronegócio, segurança cibernética e incubadoras de tecnologia. Também foram apresentadas inovações desenvolvidas por tradicionais parceiros, como a CASE IH, e de alianças mais recentes, como a da Novozymes.

 

Inovação e pessoas

No encerramento da Semana, Agenor Cunha Pavan, vice-presidente e superintendente da São Martinho, frisou a importância do evento para construir o futuro da Companhia. “Estamos no caminho certo para manter nossa competividade e liderança. Ter capital para acessar a tecnologia é fundamental, mas só isso não basta. Nossos diferenciais são o ambiente, a cultura e os colaboradores da São Martinho, que estão sempre em busca da melhoria e da inovação”, conclui Pavan.

 

O colaborador Welton Dias Oliveira, da Qualidade Agrícola da Usina São Martinho, trabalha na operação de drones. “Participo da Semana há cinco anos e está cada vez mais surpreendente a organização, os temas e a oportunidade de poder conhecer o cenário e futuro do setor. Para minha área, são inúmeras as inovações e os usos que podemos fazer com drones”, afirmou Oliveira. O trainee Estêvão Pacheco Landell participou pela primeira vez e destaca a importância que a Companhia dá para a tecnologia. “Fico feliz de estar numa empresa que valoriza a informação como base para um crescimento sólido e investe na transformação digital para se manter como referência no mercado”, diz Landell.

Para Leandro Akira Ono, suporte técnico do Melhoria Contínua, a Semana coloca em destaque a importância de cada colaborador no processo de inovação. “Temos que cada vez mais procurar inovar nas práticas do dia a dia. O açúcar é uma commodity, com preço determinado pelo mercado. Nossos esforços devem ser voltados para melhorar e inovar em detalhes dos processos e nas atitudes das pessoas, pois assim reduziremos nossos custos e nos manteremos competitivos e na liderança”, avalia Ono.

Parabéns à São Martinho por fomentar o conhecimento e a inovação!

Deixe o seu comentário

*